curvas

Notícias

18/07/2017

Mulheres participam de Oficina de Pães com produtos saudáveis



O encontro promovido pela Casa da Mulher do Nordeste aconteceu na comunidade Residencial Miguel Arraes, em Afogados da Ingazeira.

Alimentação saudável sempre foi um tema presente na vida de todas e todos. Ela engloba uma variedade de alimentos e é sinônimo de pratos saborosos e ricos em nutrientes que o corpo necessita. Geralmente encarregadas da preparação desses pratos, as mulheres são responsáveis por escolher o que vai para a mesa de suas famílias, sendo dessa forma as agentes principais no incentivo ao consumo e na produção de alimentos sadios.

Pensando em reforçar o diálogo da importância da alimentação saudável com as mulheres das comunidades urbanas de Afogados da Ingazeira, assessoras técnicas da Casa da Mulher do Nordeste promoveram, no último sábado (15), uma oficina de beneficiamento de pães. O encontro aconteceu na comunidade Residencial Miguel Arraes e favoreceu jovens e mães de crianças que fazem parte do projeto de Sistema de Vinculo Solidário, da ActionAid. Lá, as participantes aprenderam a produzir pães nutritivos de cenoura com aveia e pão de macaxeira.

Para dona Wilma Maria Silveira, 43 anos, os conhecimentos adquiridos durante a oficina foram enriquecedores. Integrante de outros projetos da Casa, ela reforça a importância de participar de cursos como esse. "Eu adorei, principalmente porque aprendemos a fazer pães com ingredientes saudáveis. Além disso, podemos produzir uma comida que é gostosa e ao mesmo tempo sadia para nossa família", salientou. Ela também fez um paralelo sobre o que foi aprendido na oficina e o consumo consciente de alimentos. "A gente tem que usar esses conhecimentos em favor de um consumo inteligente, e com essas aulas nós entendemos um pouco mais sobre esse assunto", finaliza.

A próxima oficina está marcada para o dia 26 de julho, e as mulheres irão aprender a preparar bolos com batata doce, macaxeira e cenoura. Esse foi o terceiro curso ministrado pela Casa da Mulher do Nordeste na comunidade, o primeiro a ensinar as moradoras da localidade a utilizar produtos saudáveis na produção de alimentos. 

Bruna Suianne, Núcleo de Comunicação da Casa da Mulher do Nordeste

voltar
curvas

Redes Sociais

FacebookTwitter

Participe